MEC autoriza Faculdade Phorte a oferecer cursos em EAD

ead na faculdade phorte

MEC autoriza Faculdade Phorte a oferecer cursos em EAD

Com base na Portaria Nº 339, de 16 de março de 2020, a Faculdade Phorte agora é credenciada e autorizada pelo Ministério da Educação (MEC) a oferecer cursos superiores a distância.

Isso significa que a instituição passou por um controle de qualidade rigoroso pelo MEC e que, de agora em diante, poderá explorar as plataformas online para viabilizar o acesso à educação superior de maneira interativa, flexível e dinâmica, e com qualidade. 
 
O último levantamento do Censo da Educação Superior (2018) mostra o quanto o EAD tem crescido no Brasil. De um total de 13,5 milhões de vagas, 7,1 milhões se referiam à modalidade a distância. 
 
Pois é, o ensino a distância veio para ficar e com a tendência de crescer cada vez mais. 
 
 

Mas, afinal, quais são as diferenças entre ensino presencial e ensino a distância?

Bem, a maior diferença entre as duas modalidades de ensino, como sugerem seus próprios nomes, refere-se ao acesso aos conteúdos. Em uma das opções, você tem a aprendizagem em sala de aula, com a reunião de alunos e professores em local e horário determinados. Desse modo, a interação acontece de maneira presencial.
 
Na outra opção, você tem os conteúdos disponibilizados numa plataforma online, os quais podem ser acessados na hora que for mais conveniente aos estudantes, possibilitando uma educação a distância, que implica maior flexibilidade.
 
Outra diferença marcante são os custos. Na opção presencial, geralmente os alunos devem arcar com o valor referente à mensalidade e aos gastos com transporte e alimentação. No que se refere ao EAD, as mensalidades são mais baratas, pela própria característica da modalidade, que dispensa uma estrutura física cotidiana, por exemplo, e, além disso, os gastos com transporte e alimentação podem ser quase zerados, dependendo de onde você escolhe cursar.
 
A interação entre aluno e professor também tem algumas diferenças. Enquanto que no modelo tradicional, os professores podem ser consultados diretamente na sala de aula, no modelo EAD, a comunicação acontece por meio de ferramentas digitais, como chats, e-mail e fóruns. 
 
 

Nossa, quantas diferenças! Será que há algo em comum entre essas modalidades?

A resposta é sim! Em ambas, o diploma é reconhecido pelo MEC e tem o mesmo peso para o mercado de trabalho, contanto que a instituição de ensino escolhida tenha autorização e chancela para oferecer os cursos, tanto presenciais quanto EAD.
 
Ambas as modalidades têm seus prós e contras, que devem ser analisados muito bem antes da escolha. Cada uma delas vai atender a diferentes necessidades de diferentes pessoas. Então, a dica é: pesquise bem antes de optar pelo ensino presencial ou a distância.