Faculdade Phorte - Como fazer um currículo para o primeiro emprego

Como fazer um currículo para o primeiro emprego

currículo para o primeiro emprego

Como fazer um currículo para o primeiro emprego

Uma dúvida de todos que buscam pelo primeiro emprego é: como tornar o currículo atrativo, mesmo com pouca ou nenhuma experiência? Se essa é a sua dúvida também, preparamos estas dicas para ajudar você na estruturação de um bom currículo no início da carreira.
 
Já sabemos que o mercado de trabalho brasileiro é acirrado e competitivo, e nem sempre arrumar a primeira oportunidade é tarefa fácil. Em um país no qual a taxa de desemprego entre jovens de 18 a 24 anos ficou em 29,8% no 4º trimestre de 2020, de acordo com dados do IBGE, muitos são os esforços para conquistar a primeira vaga.
 
Entre os jovens recém-saídos do ensino médio, parte do planejamento de carreira é focada em como conseguir o primeiro emprego, e, para isso, o currículo é peça-chave para iniciar no mercado de trabalho. 

O que é um currículo?

Currículo, ou melhor, o famoso CV (curriculum vitae), é um documento em que o profissional descreve experiências, habilidades, formação acadêmica, entre outras informações necessárias para que o recrutador conheça a trajetória do candidato.
 
Um currículo bem-feito é importante porque: 
• É o primeiro contato com a empresa, ou seja, é o cartão de visitas do profissional.
• É o espaço que mostra sua personalidade e suas expectativas, assim, o recrutador já tem uma noção se o perfil se encaixa ou não na cultura organizacional da empresa.
• É o documento que mostra a sua trajetória profissional e acadêmica, e, dependendo de como está estruturado, pode chamar a atenção do recrutador de imediato. 
 
Você também pode gostar de:
 

O que escrever no currículo em busca do primeiro emprego 

Existem tópicos que não podem faltar no currículo. São campos obrigatórios:
 
Dados pessoais: informações preliminares como: nome e sobrenome, nacionalidade, endereço com CEP e formas de contato, principalmente e-mail e telefone. Se você tiver redes profissionais, como LinkedIn, vale a pena colocar o link do perfil nesse campo. 
 
Objetivo profissional: como se trata do início da carreira profissional, este campo pode ser preenchido com a área de interesse, como “comunicação e marketing”.
 
Formação acadêmica: logo após o objetivo profissional, é importante descrever os principais caminhos da sua formação. Aqui é interessante colocar o nome do curso, a instituição e o ano de conclusão. Organize as informações da mais recente para a mais antiga. A Faculdade Phorte, por exemplo, nos cursos de graduação em Gestão, oferece a certificação modular parcial (cada módulo do curso prevê um conjunto de competências que permite a certificação parcial), que pode ser adicionada a cada semestre em seu currículo.
 
Idiomas: se houver algum idioma do qual você tenha conhecimento prévio, é muito importante destacar isso no currículo, junto com o grau de proficiência.
 
Cursos livres: coloque todos os cursos de que tenha participado até aqui; priorize aqueles  que estiverem ligados à área pretendida. Inclusive, se seu intuito é melhorar o currículo com cursos livres, o Instituto Phorte oferece diferentes cursos em diversas áreas do conhecimento, abrangendo temáticas de Gestão até Medicina.
 
Informações extras: essa é a hora de diferenciar o seu currículo do currículo dos outros candidatos, colocando informações pertinentes e que destaquem você, como ações de voluntariado, atividades extras, projetos especiais (teatro, xadrez, dança), prêmios e conquistas e hobbies, entre outras.   

O que não colocar no currículo?

Existem alguns pontos que devem ser evitados no currículo, como:
 
• Título “CV”, “Currículo” ou “Curriculum vitae”.
• Número de documentos.
• Fotos (só inclua quanto for solicitado).
• Informações irrelevantes.
• Muitas páginas (excesso de detalhes).
• Utilização de adjetivos para se referir a si mesmo(a). 
• Histórico escolar.
 
Assim, ao fazer um currículo, tente optar por frases assertivas, sem o excesso de detalhes, e fuja de adjetivos. Menos é mais quando o assunto é currículo. Objetividade e assertividade são palavras de regra nesse assunto. 
 
Agora que você já sabe quais são as informações obrigatórias em um currículo, é o momento de enviar o seu para as vagas que se encaixarem no seu perfil e conquistar o primeiro emprego.
 
teste vocacional