Faculdade Phorte - Como e por que sair da zona de conforto?

Como e por que sair da zona de conforto?

sair da zona de conforto

Como e por que sair da zona de conforto?

A zona de conforto, por mais familiar e cômoda que seja, pode significar consequências prejudiciais para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Quer descobrir como sair da famosa zona de conforto? Então, este é o texto certo para você!

Por que sair da zona de conforto? 

Alguns indícios podem avisar que você está numa situação acomodada. Por exemplo, quando há uma tendência de fazer somente atividades que são conhecidas e fáceis. Acontece que essa tendência pode colocar qualquer pessoa num ciclo monótono e improdutivo, e até fazer com que sua carreira fique estática.
 
O comodismo pode ser perigoso, pois acarreta riscos que são difíceis de perceber. Veja quais são os outros perigos da zona de conforto:
 
• Sensação de falsa segurança
• Estagnação profissional
• Desatualização
• Falta de perspectiva
 
Quando, finalmente, nós nos deparamos com a situação, precisamos de coragem e determinação para buscar saídas e, assim, evitar a estagnação. 
 

Como sair da zona de conforto?

Quando buscamos deixar o comodismo, um dos principais aliados é a busca do conhecimento, porque somente com a educação podemos ampliar nossas perspectivas e, assim, traçar novos caminhos.
 
Aqui vão algumas dicas que podem ser o empurrão para que você saia de vez da zona de conforto e se arrisque, sem medo, no seu desenvolvimento pessoal e profissional:
 

#1 Quebrar a rotina

Pouco a pouco, tente fazer pequenas mudanças em hábitos diários. Assim, você consegue visualizar o tempo que é gasto em cada atividade e o que pode ser otimizado.
 
Tente mudar o trajeto que você faz todos os dias, ou, ainda, utilize meios alternativos de transporte. Já tentou ir para o trabalho de bicicleta? 
Aqui é importante destacar que a rotina pode ser muito importante no dia a dia, mas ela deve ser estabelecida e repetida de acordo com as suas necessidades, e não como algo automático e robótico. 
 

#2 Desafie-se a fazer algo novo

Pense em algo que você realmente nunca faria e questione-se por que não. A dica aqui é que você utilize sua criatividade e invista algum tempo numa atividade que você não faz e que poderia vir a fazer parte da sua rotina.
 
Comece, por exemplo, uma aula de dança, de artes visuais, um esporte inusitado, ou, ainda, aprenda um novo idioma.
 

#3 Viaje e pesquise novas culturas

Que tal juntar um dinheiro e conhecer novas culturas? E não precisa ir muito longe para isso! O Brasil é um país formado por diversas culturas, e mesmo que você seja de São Paulo, por exemplo, vai achar grandes diferenças se visitar outro estado brasileiro. 
 
Enfim, não importa para onde você escolha viajar, contanto que você explore o local o máximo possível e conheça as pessoas, o idioma, a gastronomia, a história… Visite museus, casas de cultura, teatros, locais históricos, veja a natureza local. 
 

#4 Leia livros

As produções literárias são nossas aliadas se queremos buscar conhecimento e sair da zona de conforto, pois elas nos fazem refletir sobre uma infinidade de temas. 
 
Por isso, busque fazer da leitura um hábito diário, procurando títulos que tenham a ver com você e com suas preferências, mas que também possibilitem a reflexão. 
 
Além disso, os livros podem nos aproximar mais ainda de novos círculos sociais. E se você fizesse parte de um clube de leitura? Os clubes são possibilidades de conhecer novas pessoas, trocar experiências e ideias sobre as leituras.
 

#5 Faça cursos livres 

Entre os maiores aliados do autoconhecimento e da ampliação de horizontes estão os cursos livres, porque possibilitam obter uma visão geral de determinada área do conhecimento ou de suas práticas. Eles são um dos meios de descobrir qual é a sua vocação.
 
A boa notícia é que hoje existe uma grande variedade de cursos livres, com conteúdos atualizados, disponíveis na internet, e alguns até são gratuitos. Não tem desculpa para não começar um curso livre!
 
Curso Gratuito de Excel Básico
 

#6 Frequente eventos educacionais

Para sair da acomodação, além dos cursos livres, você pode participar de simpósios, palestras, feiras, seminários, webnários e conferências, entre outros. 
 
Há uma infinidade de eventos educacionais dos quais você pode participar e, assim, extrair as novidades da sua área ou da área na qual quer ingressar. Além disso, esses eventos possibilitam, muitas vezes, um primeiro contato com faculdades e universidades.
 

#7 Por que não fazer uma graduação? 

A partir do primeiro contato, por meio de eventos educacionais e da exploração de áreas do conhecimento, que tal definitivamente sair da zona do conforto e iniciar uma graduação, seja ela um curso tecnológico, de bacharelado ou de licenciatura
 
E se você acha que iniciar uma graduação é algo muito difícil e caro, está enganado! Claro que um curso de nível superior demanda esforço e organização, mas é um objetivo possível de ser alcançado. 
 
Como iniciar uma faculdade com salário mínimo