Atendimento: (11) 2222-1222 / Whatsapp: (11) 98504-2430

4 dicas para ter um bom desenvolvimento na hora da entrevista

Em muitos processos seletivos, o entrevistador pede ao candidato que relate pontos fortes e fracos de sua personalidade. Essa é uma situação constante em entrevistas, mas a maioria dos candidatos apresentam dificuldades na resposta.

Em muitas pessoas, há a insegurança e o bloqueio em se autoanalisar e reconhecer quais seus pontos fortes e fracos. O questionamento desvia da pergunta do recrutador e o candidato se questiona ao tentar descobrir quais as características diferenciadas de sua personalidade. Outra questão que gera desconforto é o interesse em saber o que o entrevistador quer realmente ouvir.

Para esclarecer essas dúvidas, a professora mestra Andressa Mauricio separou algumas dicas. O objetivo é contribuir com a reflexão e o preparo dos candidatos no momento das entrevistas:

1a. Conheça a si mesmo.

Pare e reflita como é sua personalidade. Converse com pessoas próximas que serão sinceras ao te descrever. Se você não souber realmente como é sua personalidade, de que modo demonstrará seus pontos fortes em uma entrevista? E mais, perderá a oportunidade de trabalhar os seus pontos fracos.

2ª. Seja verdadeiro.

Perfeccionismo e ansiedade são características batidas que muitas vezes soam falta de sinceridade. Seja verdadeiro e opte por dizer realmente os pontos que você tem em sua personalidade.

3ª. Escolha as características mais adequadas.

Todos temos inúmeros pontos fortes e inúmeros pontos fracos. O selecionador geralmente pede duas ou três características que você identifica em si. Dessa forma, ao falar sobre elas, escolha as mais adequadas ao cargo pelo qual está concorrendo.

4ª. Mais importante do que sua resposta é a sua reação.

Muitas vezes os recrutadores pedem a citação de seus pontos fracos, apenas para checar a reação do candidato ao responder. Colocações como: “Não sei”; “Nunca parei para pensar nisso” ou ainda: “Eu não tenho pontos fracos” são verdadeiras bombas para as chances do candidato se sair bem e são valiosíssimas para o entrevistador analisá-lo. Portanto, prepare-se antes e evite ao máximo expressões como essas.

A professora Andressa Mauricio é docente da faculdade Phorte, além de consultora empresarial, palestrante, coach e docente de Pós-Graduação/ MBA em Administração e Psicologia Organizacional com ênfase em Gestão de RH.

Gostou dessa postagem? Leia também essas outras dicas propostas pela professora e aprimore suas habilidades na hora de procurar um emprego.

Como se dar bem em dinâmicas em grupo?

Construa seu currículo com cautela e esteja certo do sucesso!

 


Autora: Profa. Andressa Mauricio. Docente da Phorte; consultora empresarial, palestrante, coach e docente de Pós –Graduação / MBA em Administração e Psicologia Organizacional com ênfase em Gestão de RH. Possui 19 anos de atuação profissional em gestão de pessoas, desenvolvimento de pessoas, seleção estratégica e consultoria empresarial em RH. Mestra em Administração pela UMESP, MBA em Gestão de Pessoas pela FGV, Pós-Graduação em Psicologia Organizacional e Gestão de RH e Graduação em Comunicação Social. Sócia da FYK Desenvolvimento Humano. Palestrante e facilitadora em empresas públicas e privadas de segmentos diversos. Contato: andressa.mauricio@faculdadeipet.edu.br

Deixe uma resposta

Fechar Menu